Notícias
O que deve saber sobre o mercado imobiliário
Notícias
Voltar \ A Grande Muralha australiana... ou como construir casas respeitando a envolvente

A Grande Muralha australiana... ou como construir casas respeitando a envolvente

02 ago 2016
A Grande Muralha australiana... ou como construir casas respeitando a envolvente
Geral, Imobiliário, Grupo PRUMMO
O noroeste de Austrália é uma das regiões mais recônditas deste vasto continente. Em Pilbara, com mais de 500.000 km2 vivem apenas 48.500 pessoas, a quase um dia de viagem de Perth, a primeira grande cidade mais perto. Neste contexto, o estúdio Luigi Rosselli Architects construiu um complexo de 12 casas metidas na terra, que batizou como a Grande Mulha da Austrália ocidental.

O noroeste de Austrália é uma das regiões mais recônditas deste vasto continente. Em Pilbara, com mais de 500.000 km2 vivem apenas 48.500 pessoas, a quase um dia de viagem de Perth, a primeira grande cidade mais perto. Neste contexto, o estúdio Luigi Rosselli Architects construiu um complexo de 12 casas metidas na terra, que batizou como a Grande Mulha da Austrália ocidental.

Com 230 metros de comprimento, o muro de terra é o mais comprido de todo o hemisfério sul e ondula por uma dura de areia encarniçada que encerra debaixo de si 12 residências cobertas, que servem como alojamento temporário aos vaqueiros da zona, que pastam durante a época menos seca. Conta com uma fachada de 450mm de espessura de terra abalroada, o que unido à areia sobre os tetos permite manter a melhor temperatura disponível, apesar de estar em pleno Grande Deserto de Areia.

Esta particular construção, cujas fotos de Eduard Birch te apresentamos agora por cortesia do estúdio Luigi Rosselli Architects, acaba de receber o prémio internacional Terra Awards de construção sustentável, durante a 12ª edição do Terra World Congress.

Veja Também