FacebookPixel
Notícias
O que deve saber sobre o mercado imobiliário
Notícias
Voltar \ Como serão as casas do futuro no pós-Covid-19?

Como serão as casas do futuro no pós-Covid-19?

23 jun 2021
A casa é, desde sempre, um espaço fundamental. Mas a pandemia mudou (e continua a mudar) a forma como vivemos, dentro e fora de portas. A casa passou a ser, para muitos, não só o lugar da vida em família, mas a escola, o escritório, o ginásio e até um espaço de convívio. Mas de que forma se estão e vão adaptar as nossas casas a esta nova realidade? Como será a habitação na era pós-Covid? Nós respondemos a tudo!

Multifunções, no campo, e “à prova” de pandemia. Assim serão as habitações do futuro:


De acordo com o relatório “The Age of Nesting” divulgado pela Beko, em parceria com o The Future Laboratory, as casas vão mesmo mudar nos próximos anos e focar-se numa nova mentalidade, mais local e focada no mundo interior. O relatório destaca as três principais tendências:
 

Revolução Urbana: 


O maior foco na saúde, higiene e recuperação levará a um êxodo urbano que trará vida de volta aos subúrbios, áreas urbanas circundantes e áreas rurais; ao mesmo tempo, proporcionará às cidades a oportunidade de se concentrarem mais no ser humano. Os jovens, até agora atraídos pelo mundo urbano, vão descobrir que as rendas altas, os salários relativamente baixos e o impacto da vida na cidade têm um efeito prejudicial na saúde. Segundo a Beko, as gerações Z e millenial vão procurar cada vez mais áreas rurais e adjacentes à cidade para melhorar a qualidade de vida.


Casas multifunções e com mais espaços ao ar livre:
 

Com o confinamento, as pessoas ficaram mais conscientes dos seus espaços e da importância e qualidade dos mesmos. A casa tende, por isso, a adaptar-se para tornar-se num "espaço misto", capaz de incorporar de forma fluída diferentes funções, nomeadamente o trabalho, descanso e lazer. E também a privilegiar uma maior conexão com o exterior e a natureza, com mais jardins e espaços ao ar livre.

Daí que os terraços e varandas sejam vistos como opções fundamentais no futuro, tal como espaços de transição que funcionam, na verdade, como balões de oxigénio, e que já se revelaram fundamentais durante a quarentena. 
 

“À prova” de pandemia: 


A preocupação coletiva com a higiene e bem-estar também irá moldar a habitação do futuro, que deverá ser cada vez mais “à prova” de pandemia. Um espaço onde irão caber inovações hiper-higiénicas e super-sustentáveis, como por exemplo a nova geração de torneiras sem contacto para a normalidade pós-covid, isto é, soluções que reforçam as medidas de higiene e segurança preventivas.



 
Veja Também
Estamos disponíveis para o ajudar Pretendo ser contactado
Data
Hora
Nome  
   
Contacto
 
Mensagem